Documentos e Recomendações
Notícias
Forum
Insónia
Recomendações Insónia DGS
Recomendações Insónia DGS

EMA: Guidelines dos medicamentos para o tratamento da insónia (17 Fev 2011) (traduzido)

 

 

“Considerando que a insónia tem um enorme impacto nas funções cognitiva, afectiva e física, um tratamento eficaz não se deve limitar à melhoria de alguns parâmetros do sono (incío do sono e manutenção do sono), mas, produzir também uma melhoria clinicamente relevante no funcionamento diurno e na qualidade de vida”

 

Os seguintes critérios de eficácia clínica devem ser avaliados como padrão mínimo aceitável:

- Tempo de início do sono (Latência do sono)

- Continuidade do sono

- Duração do sono

- Sensação de sono restaurador e qualidade do sono

- Funcionamento diurno no cenário natural

Norma DGS: Abordagem Terapêutica da Ansiedade e Insónia (27 Dez 2011)

Norma DGS: Diagnóstico e Tratamento da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (10 Set 2013) 

 

DPOC
Recomendação DPOC
Recomendação DPOC
Iodo

Estudo multinacional: Iodine intake in Portuguese pregnant women: results of a countrywide study (2010)

Aporte de iodo em mulheres na preconceção, gravidez e amamentação, (Ago 2013)

 

É do senso comum que o iodo se obtém através da dieta, em alimentos como o peixe e produtos lácteos. Mas a dieta não parece ser suficiente em Portugal, onde o consumo de iodo é inferior ao ideal, a crer em vários estudos realizados. As carências são conhecidas desde há algum tempo, mas foi um estudo de base populacional divulgado em 2010 (com uma amostra de 3631 grávidas em 17 maternidades do interior, litoral e regiões autónomas) que permitiu perceber a real dimensão do problema: apenas 17% das mulheres tinham valores de iodo que estavam de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde. A situação nas regiões autónomas era ainda era pior: na Madeira, mais de 90% das grávidas apresentavam valores inadequados e, nos Açores, essa proporção era ainda superior. Um estudo anterior (2008) realizado na região do Minho tinha já demonstrado também que as mulheres em idade fértil e as grávidas apresentavam deficiência de iodo.

 

É durante a gravidez que a carência de iodo envolve maior risco, pois, como tem sido demonstrado, pode levar a alterações cognitivas nas crianças com diminuição do seu quociente de inteligência.

 

No seguimento destes estudos foi emitida pela DGS (Direcção Geral da Saúde) no final de Agosto de 2013 uma orientação para que seja dada a todas as mulheres que pensam engravidar, grávidas ou a amamentar um suplemento diário de iodo sob a forma de iodeto de potássio – 150 a 200 µg/dia.

 

Neste sentido o Italfarmaco tem vindo a acompanhar estas preocupações e desde 2007 que disponibiliza nos seus suplemento para grávidas, quer da linha Natalben (Preconceptivo, Supra e Lactação onde para além do iodo e ácido fólico são disponibilizados um variado número de vitaminas, minerais e oligoelementos de comprovada importância), quer no Iodiben (primeiro suplemento de iodo isolado lançado em Portugal com 200 µg de Iodo), quer agora pelo medicamento Yodiquer ( iodo isolado - 200 µg sob a forma de iodeto de potássio) as quantidades de Iodo recomendadas.